O isolamento e suas consequências na vida do seu pet

Ninguém esperava nem imaginava que um dia poderíamos passar por uma pandemia. Só vimos isso nos livros de história e mesmo assim não poderíamos imaginar o que seria ver milhares de pessoas morrendo em poucos meses e nos ver obrigados a nos isolar até um dia a vacina sair. Aprendemos um pouco a lidar com isso, Netflix, jogos on line, fitness home, teleconferência e aí vai. E nossos pets? Como eles lidam com o isolamento? Sem rua para fazer as necessidades, sem interação com outros cães, sem cheiros e cores para estimular os sentidos e instintos etc. Quase acabamos com a vida deles!


A vida de um cão é percorrer distâncias. Está no seu DNA. E de uma hora para outra interrompemos isso. Os cães como nós muitas vezes não sabem lidar bem com mudanças, principalmente as mudanças radicais. E o resultado disso em curto e médio prazo são: ansiedade, estresse, apego excessivo ao tutor, comportamento destrutivo e depressão.


O que podemos fazer para amenizar o impacto do isolamento, já que sair de casa ainda não é recomendado.


1 - Enriquecer o ambiente do cão com brinquedos educativos e que trazem desafios e estímulos ao pet;

2 - Não dar comida a vontade. Use brinquedos onde o cão precise gastar tempo e energia mental para poder comer;

3 - Gaste um pouco mais de tempo para brincar com seu cão.


Outra ótima dica é você contratar um Passeador de Cães da Cão Mais Feliz. Nossos profissionais são treinados e qualificados para conduzir cães de forma assertiva e equilibrada. Sobre a questão de segurança, nossos passeadores utilizam máscaras descartáveis e máscara acrílica ao adentrar nas residências dos clientes. Os calçados são deixados fora da residência para o passeador lavar as patinhas do pet. A utilização do álcool em gel é constante.

Gostou de nosso post? Então compartilhe e se quiser conhecer mais nossos serviços, entre em contato nos canais da Cão Mais Feliz.

49 visualizações0 comentário